HOME Notícias

Notícias

Fique por dentro...

Grupo que participará dos trabalhos na Fase
Projeto de Evangelização da Juventude Encarcerada inicia segundo ano de trabalho

Dando sequência ao trabalho iniciado em 2016, grupo de religiosos e leigos dá prosseguimento ao projeto de Evangelização da Juventude Encarcerada, que nasceu como resposta ao ano da Misericórdia anunciado pelo Papa Francisco e da solicitação da Coordenadora da Pastoral Carcerária Irmã Imelda Maria Jacob.

No dia 06 de março, o grupo formado por religiosos de diferentes Congregações: Franciscanos- OFM, Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas), Oblatos de São Francisco de Sales, Franciscanas de Nossa Senhora Aparecida, Irmãs da Divina Providência, além de jovens leigos comprometidos com o serviço de Pastoral estiveram reunidos para o planejamento das ações a serem realizadas durante o ano.

Com o aumento do grupo de voluntários, foi possível ampliar o atendimento às unidades da FASE, de modo que, neste ano, serão atendidas as seguintes unidades:

•          CASE Padre Cacique : Com capacidade para 90 adolescentes. Destina-se ao atendimento de medida de internação sem possibilidade de atividade externa, são jovens oriundos dos Juizados da Infância e da Juventude onde ainda não há unidades da FASE como Santa Cruz do Sul e Osório.

•          Centro de Internação Provisória Carlos Santos: Com capacidade para 60 adolescentes. Destina-se ao atendimento de medida de Internação Provisória, adolescentes em regime de Regressão de Medida do meio aberto e ao cumprimento de período de passagem até a definição da sua situação jurídica ou do seu perfil comportamental oriundos do Juizado Regional de Porto Alegre.

•          Centro de Atendimento Socioeducativo Feminino: Com capacidade para 33 adolescentes. Destina-se ao atendimento de adolescentes do sexo feminino que cumprem medida de Semiliberdade, Internação com Possibilidade de Atividade Externa (ICPAE), Internação sem Possibilidade de Atividade Externa (ISPAE) e Internação Provisória, oriundas dos 10 Juizados da Infância e da Juventude do Rio Grande do Sul.

•          Centro de Atendimento Socioeducativo Regional de Porto Alegre I: Com capacidade para 62 adolescentes. Destina-se ao atendimento de adolescentes originários do Juizado da Infância e da Juventude de Porto Alegre.

As atividades desenvolvidas com os jovens são basicamente direcionadas para a formação humana e cristã.  O grupo oferece encontros sistemáticos (quinzenais) com os jovens encarcerados tendo como base a Leitura Orante da Bíblia, a partir dos quais são desenvolvidas dinâmicas e atividades lúdicas com temáticas de valorização da vida e sensibilização para o encontro o com Deus.

O trabalho de Evangelização da Juventude Encarcerada é uma forma de ir até as periferias geográficas e existenciais, levando o Evangelho àqueles que mais necessitam e também um sinal de humanidade e acolhida para com estes adolescentes e jovens que desde cedo, sofreram com inúmeras situação de injustiça e exploração.