HOME Multimídia

Multimídia

Fique por dentro...

Projeto Prata da Casa
Ex-alunos do Colégio Jardim Camburi aprovados em vestibulares compartilham seus conhecimentos com os colegas

Reconhecido por ser o grupo mais numeroso da Família Salesiana, os Ex-alunos de Dom Bosco são parte importante de um projeto especial desenvolvido no Colégio Salesiano Jardim Camburi, em Vitória-ES. Por meio da disciplina de Redação, os egressos aprovados em vestibulares compartilham seus conhecimentos com os colegas da 2ª e 3ª série do ensino médio no projeto Prata da Casa.

O primeiro momento da atividade contou com a participação da ex-aluna da turma de 2017, Heloísa Heim, matriculada no curso de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Heloísa compartilhou com os colegas do Ensino Médio suas experiências na disciplina e estratégias de estudo essenciais para a conquista de seu resultado, como por exemplo, o uso das obras literárias ou peças artísticas na composição de texto dissertativo argumentativo, modelo Enem.

A experiência oportunizou também um encontro inusitado: a irmã de Heloísa, Elizabeth Heim, aluna da 3ª série, participou da atividade e pode acompanhar o depoimento na mesma sala onde Heloísa concluiu o Ensino Médio. “Foi muito prazeroso poder voltar ao Salesiano e demonstrar dessa forma minha gratidão pela escola. Acho muito importante para os estudantes ouvir a experiência de quem passou pela mesma situação que eles irão enfrentar em pouco tempo”, afirmou Heloísa.

Construção do saber

Responsável pelo projeto, a professora de Redação Andreia Schmidt destaca as possibilidades que a atividade permite aos educandos. “Acreditamos que a história afetiva de um egresso com a escola oportuniza uma aproximação maior com os alunos. Por meio de uma linguagem familiar, nossos egressos compartilham suas experiências e auxiliam os colegas na construção do saber. O projeto Prata da Casa ainda tem o objetivo de promover novos momentos como esse, permitindo outras possibilidades de abordagem de conteúdo, envolvendo inclusive os familiares nesse processo”, observou.