HOME Multimídia

Multimídia

Fique por dentro...

Filhas de Maria Auxiliadora reunidas - Foto: André Rocha
Filhas de Maria Auxiliadora visitam Colégio Salesiano Santa Rosa, em Niterói/RJ

 

Grupo da FMA conheceu a história e o trabalho realizado no colégio

Por Nathália Dinelli, 08/05 às 17:25

 

No dia 6 de maio, através do projeto Formação Permanente, o Colégio Salesiano Santa Rosa, de Niterói/RJ, recebeu a visita de 30 Filhas de Maria Auxiliadora (Irmãs Salesianas) vindas de outras regiões do Brasil e de outros países da América Latina. As salesianas foram acolhidas no colégio pelos diretores Pe. Márcio José Montandon Marçal, Pe. Denis Dutra, Simone Araújo e pelo coordenador Marcelo Gomes. Elas assistiram a uma missa celebrada na Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora, presidida pelo pároco Pe. Gustavo Cola, e puderam conhecer um pouco da história salesiana em Niterói e no Brasil, através de uma apresentação feita por Denise Campello, responsável pelo Memorial Histórico Salesiano de NiteróiA visita encerrou-se com a ida ao monumento da Maria Auxiliadora, inaugurado em 1900 e localizado no alto do Morro do Atalaia, aos fundos do colégio.

 

Filhas de Maria Auxiliadora

As Filhas de Maria Auxiliadora são uma família religiosa nascida do coração de São João Bosco e da fidelidade criativa de Santa Maria Domingas Mazzarello. Dom Bosco escolheu esse nome porque quis tornar o grupo um monumento vivo de gratidão a Maria. Em Turim, a escolha de Dom Bosco de fundar uma instituição em favor das jovens resultou da solicitação de várias pessoas, da constatação do estado de abandono e pobreza em que muitas jovens se encontravam, do contato com vários Institutos femininos, da profundidade da sua devoção mariana, da confirmação do Papa Pio IX que o encorajou nessa direção e por repetidos “sonhos” e fatos extraordinários que ele mesmo contou.  Contemporaneamente, em Mornese/ITA, nas colinas do Monferrato/ITA, a jovem Maria Domingas Mazzarello animava um grupo de jovens que se dedicavam às garotas da cidadezinha, com o objetivo de ensinar-lhes uma profissão, mas sobretudo com a determinação de orientá-las à vida cristã. A certa distância um do outro, dois sinais no mesmo comprimento de onda mandavam uma idêntica mensagem: devia surgir também para as meninas e as jovens o ambiente educativo que já existia em Turim-Valdocco/ITA para os meninos, criado por Dom Bosco. Maria Domingas Mazzarello foi co-fundadora no dar vida, forma e desenvolvimento à nova instituição.

Fonte: cgfmanet.org

 

Veja mais notícias sobre as escolas: Instituições salesianas do Distrito Federal se reúnem para debater cenário do mercado educacional

Colégios Salesianos Niterói promovem Feira Literária